Como tornar minha empresa franqueadora?

Carlos Ruben PintoPor Carlos Ruben Pinto   |Transformar Empresa em Franquia
Diretor Executivo na MDS Franchising

Publicado em 30 de novembro de 2018  |  Atualizado em 30 de novembro de 2018

como tornar minha empresa franqueadora

Saiba olhar o presente para decidir sobre o futuro de sua empresa.

O desempenho do Franchising brasileiro divulgado pela ABF recentemente nos mostra que no último trimestre de 2018 o faturamento do setor de Franchising cresceu 6,3% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Desde então, sou questionado por muitos empresários que atuam no Franchising, e por outros tantos interessados em atuar no sistema de franquias com duas perguntas básicas:

1ª – A que se pode atribuir este crescimento?

Analisando os números vejo que este crescimento vem se mantendo durante este ano, tanto que há previsões de crescimento para 2018 na faixa de 7%, com pequena variação.

Este crescimento maior, que se comparado com PIB que está previsto para fechar o ano na faixa de 1,34%, é um fato que realmente chama a atenção. Devemos creditar este crescimento ao modelo de negócio.

Estamos diante de um modelo que cresce sustentado por importantes vantagens: O franqueado – que inicia um negócio novo tendo acesso a uma marca consolidada e um negócio previamente testado. Recebe do franqueador – que detém os direitos sobre a marca, todo o know-how – conjunto de conhecimentos e experiências para iniciar a operação, e ainda conta com o suporte e assessoria da empresa franqueadora.

Ou seja, ele tem acesso a métodos profissionais de gestão, e é tudo isso junto que minimiza eventuais erros que ele poderia cometer se tivesse criado e operado um negócio sozinho.

Mais uma grande vantagem para o franqueado – uma das principais inclusive, ele passa a ter acesso a produtos e serviços padronizados pela franqueadora, com direito de comercializar em um território/mercado exclusivo.

2ª – O que fazer para entrar e ser bem-sucedido no sistema de franquias?

Os empresários precisam preparar suas empresas para atuar como franqueadoras. Considero o Franchising um negócio que exige planejamento e orçamento para crescimento – ou seja, recursos para investir na estruturação e organização da empresa para que ela seja uma franqueadora profissional.

Este processo de formatação de uma franquia exige um método específico que passa por quatro grandes etapas:

  1. Análise Franqueabilidade e Viabilidade Financeira do modelo a ser franqueado;
  2. Manualização dos procedimentos operacionais – registro do know-how para instrumentalizar os franqueados;
  3. Desenvolvimento da Documentação Legal, atendendo aos requisitos da Lei Brasileira de Franquia Empresarial;
  4. Implantação da Franquia do Sistema de Franquias na empresa franqueadora.

O tempo estimado para uma formatação profissional da franquia é em torno de 5 ou 6 meses. É com esta formatação que a futura empresa franqueadora conquista a confiança dos investidores e futuros franqueados. Sem conquistar a confiança as pessoas não terão a segurança de assinar um contrato de franquia.

Assim, como o clima de confiança instalado no Brasil desde a última eleição tem ajudado muito o mundo dos negócios, e com isso as pessoas estão se sentindo mais seguras para investir, é possível então a prever uma economia melhor e mais forte nos próximos anos.

E, consequentemente, um crescimento ainda maior para o Franchising brasileiro. A sua marca pode se dar ao luxo de ficar só assistindo?

Então, para fechar este pequeno texto, convido você a refletir sobre uma frase de Peter Drucker: “Planejamento não diz respeito às decisões futuras, mas, sim, às implicações futuras das decisões presente”.

Se você decidir fazer a sua empresa crescer através do Franchising, busque a melhor Metodologia e as melhores práticas. A sua empresa pode crescer se fizer seus franqueados crescerem juntos. Pense nisso.

conteúdo em primeira mão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade