Todas as Franquias

Quais as diferenças entre Franchising e licenciamento

Compartilhe esse artigo!
Por  Carlos Ruben Pinto  |  Diretor Executivo na MDS Franchising Publicado em 10 de agosto de 2018 | Atualizado em 02 de setembro de 2019

diferenças entre franchising e licenciamento

Diferenças entre Franchising e licenciamento: em dúvida sobre quais as diferenças entre os canais de distribuição? Confira a seguir o superartigo que preparamos sobre o tema!

O Franchising é uma metodologia de negócios que concede aos franqueados um conjunto de direitos. Entre os principais estão: o de uso de uma marca forte, reconhecida pelo mercado e devidamente registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Concede também o direito de distribuição exclusiva de produtos, serviços e transfere o conhecimento de comercialização dos mesmos.

E ainda, o direito de utilizar-se do sistema operacional do franqueador, incluindo a implantação, operação e gerência do negócio. Somando-se a isso todo um serviço de assistência contínua ao franqueado.

Assim, de um lado o franqueador que concede uma série de direitos, exige, através de um contrato de franquia, que os franqueados cumpram uma série de obrigações.

Isto ocorre exatamente porque o patrimônio da rede é constituído pela marca, pelos padrões claramente definidos e pela transferência dos modelos de estrutura e gestão da empresa.

Como são as relações comerciais entre franqueador e franqueados

As relações comerciais ente franqueador e franqueados obedecem a uma série de regras que são descritas no contrato de franquia. O que estiver acordado em contrato é o que deverá ser seguido, pois este é o instrumento regulador da vontade das partes.

O contrato assegura também a assistência técnica e prestação de um conjunto de serviços pelo franqueador.

Através dos manuais da franquia, o franqueador repassa aos franqueados os padrões da rede, os procedimentos de atendimento, de distribuição de produtos e prestação de serviços ao consumidor final.

As empresas franqueada e franqueadora são independentes, isto é, possuem autonomia econômica e jurídica. Ou seja, cada empresário responde junto aos órgãos públicos e clientes pelos seus atos, em suas atividades comerciais.

Deve ficar bem claro que nenhum franqueador tem a obrigação ou dever de garantir à unidade franqueada o pleno sucesso. Isto depende diretamente do trabalho de cada franqueado.

Franchising e licenciamento: semelhanças e diferenças

Tanto no Franchising, como no licenciamento é feita a concessão do uso da marca, logotipos, produtos, serviços, métodos, direitos de propriedade intelectual e industrial.

Mas, somente através do Franchising são transferidos aos franqueados o know-how de implantação, operação e gerência do negócio. Soma-se a isto o compromisso de fornecimento, treinamento, assistência na abertura da unidade franqueada e em todo o período de vigência do contrato de franquia.

É importante destacar que, a distribuição de produtos e/ou serviços pelo sistema de Franchising é mais segura para as duas partes. O nível de segurança é dado diretamente pelo tipo de formatação.

A principal diferença entre Franchising e licenciamento está na transferência de tecnologia e na imposição aos franqueados de um conceito de negócio que deve ser seguido com seus padrões e normas.

Junta-se a isto a assistência contínua (comercial, técnica e administrativa) prestada pelo franqueador ao franqueado.

Já o licenciamento não envolve nenhuma assistência, somente a concessão de direitos. É um sistema que, nitidamente, oferece menos serviços ao licenciado.

A remuneração do licenciador é referente apenas à autorização de uso e exploração dos bens licenciados. No Franchising, as taxas pagas pelo franqueado remuneram não apenas a cessão de uso da marca, mas também toda transferência de tecnologia, treinamentos e assistências prestadas pelo franqueador.

Conclusão

A decisão empresarial em conceder franquias ou licenciar prende-se fundamentalmente a importância que é dada aos padrões de operação do negócio.

No Franchising, a boa formatação contempla a transmissão de conceitos do negócio, e principalmente a padronização do ponto de venda, dos produtos e do atendimento ao cliente, entre outras.

Portanto, o licenciamento tem como foco o uso e exploração de determinado bem, o Franchising vai mais além, tem o compromisso do franqueador como todo um padrão do negócio.

banner fec mais franquia versão 2Powered by Rock Convert

Carlos Ruben Pinto

Diretor Executivo na MDS Franchising

Diretor Executivo da MDS Franchising & Negócios, consultor do Sebrae Nacional e instrutor homologado pela ABF. É especialista em Canais de Distribuição, Varejo e Franquias.

CONTEÚDO EM PRIMEIRA MÃO

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.