Quer ser franqueado? Aprenda a evitar conflitos com a franqueadora para ter um bom relacionamento

Redator MDS FranchisingPor Redator MDS Franchising   |Comprar Franquia
Equipe Editorial MaisFranquia.com

Publicado em 11 de setembro de 2015  |  Atualizado em 14 de setembro de 2015

conflitos-com-a-franqueadora

Aprender a evitar conflitos com a franqueadora, já na fase de negociação, é muito importante para ajudar a conduzir sua franquia para o sucesso desde os primeiros meses.

Todo novo empreendedor precisa saber que se identificar com o negócio e escolher a melhor franquia são apenas a ponta do iceberg para que toda a operação dê certo, pois, por maior que seja sua afinidade com o negócio e o mercado, sem um bom relacionamento com o franqueador, nada dará certo.

Isto, porque o sistema de franchising propõe uma grande parceria entre as partes. Logo, o relacionamento entre franqueadores e franqueados deve ser o mais amistoso possível, para ajudar a manter o negócio no rumo certo.

Avalie o seu perfil para ser franqueado

Apesar da proposta de abrir uma franquia ser muito tentadora, até mesmo os empreendedores com larga experiência em gestão e conhecimento no mercado no qual pretendem atuar podem não ter o perfil adequado para se tornarem franqueados.

Isto, porque, apesar da independência jurídica e de ser dono do próprio negócio, o franqueado também precisa ser disciplinado e lidar bem com as regras e procedimentos impostos pelo franqueador.

Um bom franqueado precisa obedecer e seguir os manuais e instruções apresentados pela rede. Insubordinação e ansiedade para implantar mudanças sem comunicação prévia com o franqueador podem acabar gerando atritos na relação e até ocasionando quebras no contrato.

Tendo em vista estas limitações, antes de abrir sua franquia, tenha certeza de que realmente está disposto e que consegue se adaptar às regras e determinações impostas pela rede.

As 5 principais causas de conflitos entre franqueadores e franqueados

Muitas podem ser as razões que causam conflitos de interesses entre as partes envolvidas no franchising. Embora não haja uma lista definitiva, separamos uma lista com as 5 principais causas de conflitos entre franqueadores e franqueados:

1. Questões ligadas ao marketing

O Marketing sempre acaba se tornando uma questão polêmica. Isto, porque, em geral, a maioria das franquias trabalham cobrando a taxa para manter um fundo de publicidade, que deve ser pago mensalmente.

Este valor, que deve ser utilizado para ações gerais da rede, acaba sendo motivo de discórdia, porque muitos franqueados acham as ações publicitárias insuficientes por não conseguir mensurar o real impacto em sua unidade.

2. Investimentos em capacitação

Um dos compromissos da franqueadora é conceder treinamentos e capacitações regularmente para os franqueados. Especialmente em modelos de franquias onde a rede está presente em diversos estados do país ou até mesmo internacionalmente. A logística, a frequência e a duração destes treinamentos pode se tornar mais um motivo de briga.

3. Cláusula de exclusividade ou preferência

Uma das regras para manter a sustentabilidade da rede, evitando que haja canibalismo entre lojas da mesma marca, é a determinação de exclusividade de operação com a estipulação de uma distância geográfica entre as unidades.

Este acordo nem sempre está com as regras muito claras definidas no contrato e pode acabar gerando dúvidas, pois em alguns contratos o que é tratado é sobre a preferência de abertura de uma nova loja para um franqueado que já atua naquela região, não necessariamente exclusividade.

Diante disto, pode acabar acontecendo a abertura de uma nova unidade por um novo franqueado. Assim, o mais antigo, que já atuava naquela região, acaba se sentindo prejudicado, por acreditar que seu direito foi infringido.

4. Comunicação após abertura da franquia

Os primeiros contatos e primeiros meses tendem a ser os melhores para a comunicação entre franqueadores e franqueados, mas, em alguns casos, após o lançamento da franquia, o relacionamento pode acabar esfriando e a comunicação pode ficar mais distante, o que ocasiona brigas, insatisfações e mais conflitos.

É comum empresas franqueadoras oferecerem um excelente apoio ao franqueado no período pré e pós inauguração porém, passado este período, o apoio, muitas vezes, deixa a desejar. Portanto, antes de adquirir a sua franquia, converse com outros franqueados da rede para saber como tem sido o apoio oferecido pela empresa franqueadora, para que assim verifique se, de fato, está sendo cumprido o que foi a você prometido.

5. Divergências nas projeções financeiras

Historicamente, as franquias realmente possuem taxas de fracasso e falência muito menores que os negócios próprios abertos completamente do zero e também se destacam por apresentarem um histórico de resultados bastante promissor.

Apesar destas informações, que ajudam muito na decisão de fechamento do negócio, em alguns casos o crescimento e rendimento projetados não são atingidos pelos novos franqueados, que acabam se sentindo frustrados e decepcionados com a rede. Portanto, não se dê por satisfeito somente com as projeções financeiras feitas pela franqueadora, faça a sua própria projeção considerando os valores de custos fixo e variável (estimativa) que você terá em sua unidade.

Como evitar os principais conflitos com a franqueadora

Agora que você já conhece os principais motivos de brigas e desentendimentos entre franqueadores e franqueados, saiba que para evitá-los, mantendo um bom relacionamento com a rede, você precisa:

  • Conhecer bem o seu perfil como empreendedor franqueado
  • Analisar o mercado, região e público-alvo do seu futuro negócio
  • Estar atento aos contratos: COF e Contrato da franquia antes de assinar
  • Esclarecer todas as dúvidas durante o processo inicial de negociação
  • Contar com suporte jurídico para analisar detalhadamente cláusulas contratuais
  • Consultar franqueados mais antigos para identificar dificuldades e forças da rede

Além disto, não deixe de acompanhar os conteúdos explicativos e instrutivos que sempre apresentamos em nosso blog, pois além de ajudar você a evitar conflitos com a franqueadora, também o capacitará para gerir melhor o seu negócio e ser bem sucedido.

conteúdo em primeira mão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade