Franquias: o checklist definitivo para a decisão pela marca

Rafael MarinhoPor Rafael Marinho   |Comprar Franquia
Diretor de Marketing na MDS Franchising

Publicado em 5 de fevereiro de 2014  |  Atualizado em 23 de março de 2015

decisaoAs pessoas que querem empreender no mundo dos negócios encontram no mercado de franquias uma boa opção, especialmente se possuem pouca ou nenhuma experiência anterior. A franquia além de conceder o direito de uso de uma marca, presta toda assistência inicial necessária para se colocar a empresa em funcionamento, faz reciclagens periódicas, fornece suporte adequado e presta assessoria de campo. É esse apoio que permite a cada franqueado sentir-se mais seguro e trabalhar com confiança.

Mas, antes da decisão final, o candidato a franquia precisa conhecer bem o funcionamento do sistema. A Lei do Franchising traz no seu interior um grande instrumento de apresentação do negócio: a Circular de Oferta da Franquia. Não se concebe hoje, adquirir uma franquia sem fazer uma análise criteriosa da Circular. Esse documento deve conter todas as informações sobre o negócio, um histórico completo da empresa franqueadora, pendências judiciais e seus conflitos, se houver, taxas cobradas, atribuições das partes, relação de franqueados da rede, e os serviços prestados aos franqueados, entre outras informações.

Feita a opção pelo sistema de franquias a primeira dúvida que normalmente surge é: “em que segmento de negócios devo atuar?” A melhor resposta está em escolher o segmento com que a pessoa mais se identifica. Dentro de cada ramo de negócio, há inúmeras opções de franquias. E aí, outros aspectos precisam ser considerados, dentre eles, a capacidade de investimento, sem esquecer das reservas para capital de giro, necessário em qualquer empreendimento, e para a sobrevivência nos primeiros meses de funcionamento da unidade franqueada. É importante ainda estar em faixa etária compatível com a exigência da marca, ter disposição física e mental que suporte o esforço inicial que todo novo negócio demanda, e ter disponibilidade de se dedicar à empresa, em tempo integral, e de seguir todas as normas e padrões estabelecidos pelo franqueador.

Como qualquer investimento, as franquias também apresentam riscos. Investir nesse segmento exige que o candidato investigue intensamente e inclua em seu checklist, além dos fatores já citados, os seguintes:

  • Observe o futuro da franquia, veja se ele está sustentado, preste atenção na qualidade dos produtos, serviços e todas as suas atividades afins. Procure saber qual o nível de satisfação dos clientes.
  • Pesquise o segmento, compare, observe a capacidade de inovação da franquia, seu poder de criar, de quebrar regras e propor novos e criativos métodos de trabalho, para fazer frente a competição acirrada do mercado.
  • Informe-se sobre o marketing da empresa, veja se está orientado para o cliente.
  • Analise o segmento de mercado e identifique as perspectivas de crescimento da franquia.

Muitos outros fatores podem ainda ser considerados antes de sua decisão pela marca, mas o mais importante é a análise criteriosa da franquia em que se pretende investir, observando sua atuação no mercado, treinamentos e assistência prestada aos franqueados.

Para finalizar, podemos concluir que além de pesquisar todos os fatores citados, é preciso também preparar-se bem, munindo-se do maior conhecimento possível sobre o sistema, mantendo uma postura profissional durante todo o processo de investigação e decisão pela marca. Candidatos a franqueado que não se preparam corretamente estão sujeitos a cair nas armadilhas dos oportunistas, pessoas sem comprometimento com a sua satisfação e sucesso e querem simplesmente lhe “empurrar” uma franquia para ganhar a comissão sobre a venda. Mas este é assunto para um próximo post. Até breve!

conteúdo em primeira mão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade