Como certificar-se da decisão por uma franquia

Arlan RoquePor Arlan Roque   |Comprar Franquia
Gerente de Expansão e Novos Negócios na franquia Cacau Show

Publicado em 31 de julho de 2013  |  Atualizado em 7 de março de 2018

decisao-por-uma-franquiaPronto. Você decidiu: será um empresário, será dono do próprio negócio. E como o mercado de franquia está em evidência, decidiu também que será um empresário franqueado de uma determinada marca. Nestas horas, é bem provável que você se pergunte: “como certificar que a minha decisão por uma franquia está baseada em pontos concretos?”

Quando uma pessoa decide abrir sua própria empresa, esta decisão é originada por diversos motivos, sendo que a principal delas, normalmente costuma ser a busca pela independência.

Partindo desta premissa, quando sua decisão é procurar uma franquia, algumas análises e reflexões prévias são muito importantes, pois a franquia, sem dúvidas, é uma opção em que o risco do negócio é minimizado.

Atenção, observe que não menciono aqui que o risco do negócio não existe, mas que pela natureza do segmento (franchising), ele tende a ser minimizado.

Rédeas em suas Mãos e Compromisso

Uma franquia, pela sua própria natureza, requer de você um vínculo que está longe de ser um vínculo trabalhista. Por outro lado, também não o coloca na categoria de empresário independente.

Você se torna um empreendedor híbrido, pois assume o compromisso de atuar de acordo com regras estabelecidas pela franqueadora.

Assume o compromisso com você mesmo de trabalhar diariamente e esquecer do tempo em que existiam férias anuais. Afinal, você agora é empresário, tem uma empresa em suas mãos, optou pelo sistema de franquias, tem o suporte de sua franqueadora em diversos aspectos, mas o dia a dia está em suas mãos.

Identidade com a Cultura da Empresa Franqueadora

Há também de se levar em consideração a cultura da franqueadora. Eis que você se pergunta: “as franqueadoras não são todas iguais ? Pois a lei de franquias é uma só e somente muda o ramo de negócio?”

Este é um ledo engano, pois cada organização franqueadora possui sua cultura, ainda que pertença ao mesmo ramo de negócio. E isso é algo como seu DNA, é único.

E, veja, não estou aqui classificando como certo ou errado, mas simplesmente lembrando a necessidade de se entender um pouco da cultura da franquia que você está vislumbrando antes de tornar-se um franqueado. Pois se não houver identidade cultural, este casamento nasce fadado ao fracasso; por outro lado, havendo identificação, não haverá limites para seu sucesso!

Analise, informe-se, faça bons negócios e, não esqueça de deixar o seu comentário sobre o que achou do artigo!

conteúdo em primeira mão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade