Como aplicar o investimento inicial em uma franquia com segurança

Redator MDS FranchisingPor Redator MDS Franchising   |Comprar Franquia
Equipe Editorial MaisFranquia.com

Publicado em 15 de janeiro de 2015  |  Atualizado em 16 de março de 2018

investimento-inicialVocê está certo de que deve empreender em seu próprio negócio em breve, já acumulou ou está juntando capital suficiente para a abertura da sua empresa, porém, antes de aplicar todos os seus recursos, sabe realmente quanto deve separar e como empregar seu investimento inicial?

Se você é um dos candidatos a empreendedores que resolveram mergulhar no universo das franquias, é preciso entender bem o que está incluso neste investimento e como aplicar em seu sonho de forma segura e responsável, para evitar decepções e prejuízos financeiros.

Primeiro passo: entenda o que pode estar incluso e o que não está inserido no investimento inicial de uma franquia

Em geral, um dos grandes erros, especialmente dos investidores de primeira viagem, é acreditar que o capital inicial indicado no resumo da oferta da franquia é tudo o que ele precisará para abrir suas portas. Infelizmente não é bem assim.

Este valor inicial é uma estimativa aproximada sobre o que é necessário para colocar a franquia em operação. Para a abertura de novos negócios podem ser necessários investimentos em outras responsabilidades, como:

  • Despesas com aluguel de imóvel;
  • Pagamento de “luva”, no caso de aluguel em shoppings;
  • Compra de equipamentos;
  • Gastos com reformas e adequação do espaço físico;
  • Aquisição de matéria-prima e/ou formação de estoque inicial;
  • Despesas com treinamentos de equipe;
  • Gastos com viagens, visitações e etc.

Algumas das despesas acima podem estar inclusas no capital inicial para abertura de uma franquia, embora não haja regras específicas que obriguem a presença dos mesmos ou de outras despesas similares. Por isto, leia atentamente a oferta da franquia e esclareça todas as dúvidas, ainda durante o processo de identificação do perfil, para que não haja surpresas posteriormente que não caibam no seu bolso.

Segundo passo: junte pelo menos o dobro do capital inicial indicado

Existem opções de investimento inicial que variam entre 10 mil e milhões de reais, cabendo no bolso e se adequando ao perfil de diferentes investidores. Para aplicar seguramente, seja qual for sua capacidade financeira, o ideal é possuir recursos além do que é pedido inicialmente.

Opte preferencialmente por aplicar, no máximo, metade dos seus recursos totais, pois no caso de alguma dificuldade financeira nos meses iniciais, ou surgindo necessidade de reforçar investimentos ou pagar despesas extras, você ainda assim possuirá uma margem de segurança.

Terceiro passo: poupe recursos nos primeiros meses

Todo negócio apresenta sua margem de risco, até mesmo as franquias. Embora elas realmente sejam mais seguras quando comparadas a modelos de negócios próprios, ainda assim não há garantia de sucesso absoluto.

A transmissão do modelo de negócio já testado, o know-how do franqueador, os dados estratégicos fornecidos pela rede, o conhecimento da marca pelos clientes e todo o suporte fornecido são características de valor intenso, porém, sem dedicação e habilidade de gerenciamento do franqueado, não garantirão seu sucesso.

A dedicação do franqueado fará toda a diferença no desempenho, especialmente nos primeiros meses, em que o negócio é testado e a gestão da unidade e da equipe passam por testes intensos de adaptação.

Para manter a gestão equilibrada, procure não gastar em demasia, especialmente no início do negócio. Estudando bem as tendências do mercado, o desempenho histórico da franquia, entendendo o desempenho da região e realizando bate-papos com atuais franqueados são excelentes formas de desenvolver técnicas de gestão que ajudarão neste controle.

Quarto passo: calcule seu capital de giro

Assim como as habilidades de gestão ajudarão na condução da equipe e das etapas do negócio, a economia de recursos e a prevenção de gastos excessivos e desnecessários serão importantes para administrar o capital inicial adequadamente.

Como todo modelo de negócio, seja franquia ou não, precisa de um capital de giro para sustentar suas operações e responsabilidades mensais, será necessário dar muita atenção a esta parte da gestão.

Realize o cálculo correto destas despesas para manter uma margem de segurança do seu investimento inicial. Assim, caso necessário, será possível cobrir cobranças surpresas e arcar com custos mensais como despesas com royalties, fluxo de caixa e verba a ser reservada com publicidade, que podem ser cobradas por algumas redes.

Embora quando se opta pela abertura de um negócio com marca própria não haja cobranças definidas de despesas como royalties e taxas com publicidade e marketing, é importante lembrar que estes recursos também serão necessários e, como a marca será nova, os valores a serem investidos tendem a ser ainda maiores que o solicitado em uma franquia.

Em geral, é possível alcançar sucesso e investir com segurança optando pelo investimento na abertura de uma franquia. Basta seguir estas quatro principais recomendações e se dedicar na gestão e no conhecimento do mercado, para conhecer melhor e se adaptar à realidade do mercado.

conteúdo em primeira mão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade