Todas as Franquias

Microfranquias: esse conceito de negócio é para você?

Compartilhe esse artigo!
Por  Arlan Roque  |  Gerente de Expansão e Novos Negócios na franquia Cacau Show Publicado em 28 de janeiro de 2013 | Atualizado em 02 de setembro de 2019

microfranquiasHá alguns anos o Sebrae vem realizando um excepcional trabalho através da realização da Feira do Empreendedor, que acontecer durante todo o ano em várias capitais. Um aspecto observado nestes eventos são pessoas que tem o desejo de investir em novos empreendimentos, no entanto, ainda sem experiência ou mesmo ideias em que segmento atuarão e um dos aspectos principais: a disponibilidade de recursos, que via de regra são economias de alguns anos ou uma indenização recebida há pouco tempo. Estes recursos normalmente são na ordem de 30 à 60 mil reais.

Neste cenário, o surgimento do conceito de microfranquias torna-se uma grande oportunidade para estes futuros empresários. A microfranquia caracteriza-se por exigir um investimento que normalmente não ultrapassa 50 mil reais e em sua grande maioria, mas não obrigatoriamente, trata-se de empreendimentos que ofertam serviços ao invés de comercialização de produtos – o que absolutamente não é regra, mas um aspecto facilitado pela dispensa de necessidade de estoque de produtos quando o segmento é serviço – . Outra característica, é que também a grande maioria de negócios neste formato são idealizados para não depender de um ponto comercial e podem ser desenvolvidos na própria casa do franqueado ou em quiosques.

Atualmente existem em torno de 50 redes que atuam no formato “microfranquias” e aproximadamente 2.500 franqueados (segundo semestre de 2011), segundo a ABF – Associação Brasileira de Franchising. Existem franquias de reparos domésticos, cuidados especiais para idosos e crianças; reparos de roupas; cuidados com animais de estimação; serviços de reforço escolar e etc.

Vale lembrar que ser um microfranqueado ou um franqueador que atua com microfranquias, de modo algum, significará “microresponsabilidades”, afinal, o planejamento, afinidade com o tipo de trabalho escolhido pelo franqueado (observe que em sendo a maior parte no segmento de serviços, os dias e horários normalmente fugirão ao horário comercial – àquele segunda à sexta de quando você era funcionário de alguma empresa, deixou de existir –, assim você precisará disponibilizar horários diferenciados e fins de semana a seus clientes). Também leve em consideração a experiência que possui e o suporte oferecido pelo franqueador, pois sua relação no papel de franqueado junto ao consumidor final, será muito mais próxima. Análises de retorno de investimento, circular de oferta e demais aspectos do negócio são tão importantes quanto em um negócio onde o investimento é superior ao que categoriza as microfranquias.

Analise, informe-se e faça bons negócios!

E você, considera microfranquias um modelo de negócios ideal para suas pretensões? Deixe o seu comentário.

Arlan Roque

Gerente de Expansão e Novos Negócios na franquia Cacau Show

Especialista em franchising e Gerente de Expansão de franqueadora líder no segmento de chocolates finos, com mais de 2.000 unidades no Brasil. Além de diversos cursos na área, foi membro da primeira turma do MBA em Gestão de Franquias pela Fundação Instituto de Administração em parceria com a ABF. Colunista sobre assuntos ligados ao Franchising e instrutor da Academia do Franchising pela ABF/ESPA.

CONTEÚDO EM PRIMEIRA MÃO

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.