Saiba quais são os tipos de franquias

Redator MDS FranchisingPor Redator MDS Franchising   |Comprar Franquia
Equipe Editorial MaisFranquia.com

Publicado em 30 de abril de 2015  |  Atualizado em 26 de março de 2018

tipos-de-franquiasSe você está interessado em adquirir uma franquia, há uma série de informações a serem buscadas e decisões a serem tomadas, desde a escolha do segmento de negócio, até a análise da capacidade real de investimento e diversos outros fatores. Entender quais são os tipos de franquias ajuda. Não estamos falando da tradicional classificação do negócio em indústria, comércio ou serviço (da qual também é interessante entender alguns pormenores), mas de uma categorização específica do mercado de franchising. Saiba quais são os tipos de franquias de acordo com o Sebrae:

Franquia unitária

O franqueado ganha o direito de abertura de uma única unidade em região determinada pelo franqueador, que pode ser uma loja, o quiosque instalado em um shopping center ou outro tipo. Em geral, é dentro desta classificação que ingressam os empreendedores de primeira viagem no negócio do franchising – se forem bem-sucedidos e tiverem capacidade de investimento, podem adquirir novas franquias unitárias ou mesmo tornarem-se franqueados master.

Franquia master

O franqueado ganha o direito não apenas de abrir novas unidades próprias, como também de oferecer franquias a terceiros, ficando responsável pelo treinamento e suporte a estes (sub)franqueados. Desnecessário dizer que este é um formato adotado por franquias mais robustas e que envolvem planos de expansão geográfica e até internacional. Os contratos são firmados pelo franqueador master (ou sub franqueador), que recebe da rede parte das taxas de franquia e royalties para a rede.

Franquia de desenvolvimento de área

O franqueado ganha o direto de explorar uma determinada região. Pode abrir mais de uma unidade própria e até mesmo vender franquias, recebendo também parte das taxas (de franquia e de royalties). A principal diferença em relação à franquia master é que todos os contratos são firmados pelo franqueador. Eventualmente, este tipo de franquia tem a ver com espaço de tempo, ou seja, o franqueador tem o propósito de abrir um determinado número de unidades num determinado período.

Microfranquia

Atual xodó do mercado, as microfranquias têm características bem diferentes dos demais tipos em relação aos fatores utilizados para diferenciá-los. Basicamente, apresentam uma necessidade de investimento inicial baixo (até R$ 80 mil) e uma operação bastante simplificada. Por exemplo, é possível que o serviço possa ser efetuado pelo próprio franqueado, dispensando a contratação de funcionários. E, dependendo do tipo de negócio, é dispensável até mesmo o ponto comercial, pois a prestação do serviço pode ser feita na residência ou no local de trabalho do cliente (ou nem isso no caso de franquias digitais, cujos serviços são oferecidos por meio da Internet). Enfim, os custos de operação são bastante reduzidos.

Por tais características e também por conta da atual conjuntura econômica e financeira, as microfranquias caíram no gosto dos brasileiros, mais avessos a ricos. Mas tenha em conta que os rendimentos são promocionais aos custos. De qualquer forma, se você for um empreendedor iniciante, você não terá muita escolha em relação aos tipos de franquias. Começará ou com uma microfranquia ou com uma franquia única. O que importa é saber para onde você pode crescer e, principalmente, o que deve fazer para chegar lá.

conteúdo em primeira mão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade