Como comprar uma franquia já em funcionamento

Redator MDS FranchisingPor Redator MDS Franchising   |Comprar Franquia
Equipe Editorial MaisFranquia.com

Publicado em 28 de maio de 2015  |  Atualizado em 19 de março de 2018

comprar-uma-franquiaSe você está interessado em adquirir uma franquia, saiba que há uma outra forma de fazê-lo que não a tradicional, caracterizada pela montagem de uma nova unidade da rede. Você pode simplesmente comprar uma franquia já em operação.

Na verdade, não é tão “simplesmente” assim: o franqueador terá que aprovar a transação, e isso significa que você terá que passar pelo mesmo processo de seleção que no procedimento normal. Conheça neste artigo alguns detalhes sobre como comprar uma franquia já constituída.

Há vários motivos para um franqueado vender a sua unidade e nem todos significam que o negócio não esteja dando certo. Pode ser que a empresa tenha sido adquirida por dois ou mais sócios ou parentes e eles tenham se desentendido – ou um deles não esteja mais interessado no empreendimento.

Pode ser por um simples desejo de mudança de ares ou ainda uma necessidade de capitalização. E pode ser até por problemas de saúde. Enfim, os riscos de se comprar uma franquia que está indo mal das pernas são pequenos, mas, ainda assim, é necessário tentar extrair do vendedor o real motivo pelo qual ele esteja vendendo a sua unidade.

Estima-se que 5% das aquisições de franquias no Brasil ocorram pela compra de unidades já em operação. São muitas as vantagens: o ponto comercial já está montado, há uma carteira de clientes já constituída e a equipe já está treinada.

Há redes, inclusive, que preveem a recompra da unidade no caso da perda do interesse por parte do franqueado – mas, neste caso, geralmente o preço ofertado é inferior ao praticado no mercado.

Franqueador não é o vendedor

O desejo de desfazer-se da unidade franqueada deve ser comunicado ao franqueador, incluindo os motivos desta decisão. As partes podem, inclusive, definir alguns detalhes do processo de venda, como por exemplo onde o negócio será divulgado – provavelmente, você não encontrará uma franquia de renome anunciada nos classificados gratuitos de um jornaleco da sua cidade.

A franqueadora, porém, não atuará como vendedora de franquias a serem repassadas. O foco delas é gerar novas unidades. O que pode ocorrer, no entanto, é ela ter o contato de interessados em adquirir uma de suas franquias já em funcionamento. Geralmente, são donos de outras unidades ou ainda pessoas que estão passando pelo processo de seleção e já manifestaram interesse em adquirir o negócio nessas condições.

Treinamento por conta do franqueador

Então, se você está interessado em adquirir uma franquia e considera a compra de uma unidade já em operação, comece a vasculhar o mercado em busca de oportunidades, incluindo (bons) classificados de negócios e assessorias de compra e venda de empresas.

Se você está interessado em uma rede específica, ao entrar em contato com seus representantes para iniciar o processo de aquisição, manifeste que você teria interesse em comprar uma unidade já constituída.

No final das contas, será a franqueadora que irá aprovar ou não a passagem de bastão. Então, o processo de seleção pelo qual você passará para fazer parte da rede será praticamente o mesmo.

Saiba que, embora não atue diretamente no repasse de uma unidade já em funcionamento, a franqueadora tem algumas responsabilidades em relação à pessoa que está interessada na aquisição do negócio.

E é a rede, por exemplo, que se encarrega do treinamento do novo franqueado. Afinal, ela está interessada em que o novo parceiro tenha tanto sucesso quanto aqueles que montaram uma unidade do zero.

O que achou do artigo? Deixe a sua opinião e/ou dúvida no espaço destinado aos comentários abaixo, que responderemos com o maior prazer! E não se esqueça, também, de deixar o seu e-mail no campo abaixo para ser o primeiro(a) a receber as atualizações do blog.

conteúdo em primeira mão

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade